Conto: Nostalgia

Tumblr_lnyzshbnid1qjkjfoo1_500_large

Olfato aguçado pelo aroma do cappuccino. Aprazível. Delicioso. Sensual. Sentia o líquido ardente rasgar-lhe a garganta. A cafeína emaranhava em seu corpo, quase unindo-se ao sangue. Parte de si.

Lembranças. Tortura. Era isso que era. Era isso que sempre seria. Artifício traiçoeiro que lhe remetia as mais dolorosas recordações. Aquele era o preferido dele. Chocolate, caramelo, chantilly. Costumava dizer que nada era melhor para aumentar a libido. Ela ria. Era apaixonada por sua mania de sempre conectar substâncias quaisquer ao sexo. Pela manhã, recebia-lhe com uma caneca fumegante da bebida preta, símbolo de seu amor por ela.

Agora tudo era saudade. Odiava o saudosismo exagerado, mas desde que ele se fora era quase inevitável. E bebia café. E recordava. E chorava. E dormia. Hábitos malditos forçavam-na a permanecer no passado. Quando o “nós” ainda os definia.

Chamou o garçom.

— Mais um copo de nostalgia, por favor.

Anúncios

2 pensamentos sobre “Conto: Nostalgia

  1. Encontrei seu blog pelo Sonhos entre Pontinhos. Sou Alessandra, e escrevo na coluna Estudante.com de lá… Fiquei apaixonada por seu conto. Amo escritas assim. Está de parabéns! Engraçado que como algumas poucas palavras nos transportam para lugares que nem Einstein soube chegar: ao passado. Adorei! 😉

    Um grande beijo,

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s