Sonho vs. Realidade

Para aqueles que a vida não consegue tratar bem, sonhar é como um refúgio, um lugar para ter seus desejos realizados, ainda que sejam impossíveis. Quando se fecha os olhos, a esperança cresce e a ansiedade por vida, por experiências, mesmo que irreais, é quase sufocante.

Sonhos são sempre tratados como algo bom, como a luz em meio à escuridão. Mas a verdade é que nem sempre essas fantasias vêm para o nosso bem. E não digo pesadelos, mas sonhos mesmo, aqueles sorridentes, cheios de amor, fogos de artifícios e corações palpitantes. Porque, no fim das contas, muitos deles só conseguem nos colocar para baixo. Tristes porque acordamos. Tristes porque não é verdadeiro. Aflitos por uma nova rodada de esperança.

Esquecemos que a vida é aquela que começa quando nossos olhos se abrem. Que os sonhos são levados embora, com apenas um sopro de realidade. Mas as lembranças de verdade ficam. Marcam. São como tatuagens – uma vez feitas, são quase impossíveis de remover. Podemos deixá-la se apagar aos poucos, mas ela não sumirá totalmente. Podemos cobri-la com uma nova, mas ela estará sempre lá. Esperando ser notada.

E quando nossa vida é baseada em sonhos, não há o que se recordar. Não há nada para se sentir orgulhoso de, ou se arrepender e nunca mais repetir. O tique-taque do relógio não nos deixa voltar atrás para recuperar esse tempo perdido. O melhor a se fazer, então, é acordar agora e deixar os sonhos para nos motivar – e não nos depreciar.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s