Textos de amor

Eu gosto de imaginar nós dois juntos. Gosto de sonhar com a coragem que eu não tenho de te dizer o quanto você significa para mim. De sorrir sozinha em meu quarto com a possibilidade de você dizer que sou eu a garota dos seus sonhos. De fantasiar nosso futuro, nossas brincadeiras, até nossas brigas, para depois fazermos as pazes com o melhor beijo que já demos. Eu gosto de imaginar nós dois juntos para ter um motivo para levantar de manhã. Uma esperança, por menor que seja, de um dia todos esses sonhos virem a se tornar realidade. (Clara Alves)

Eu gosto de imaginar nós dois juntos. Gosto de sonhar com a coragem que eu não tenho de te dizer o quanto você significa para mim. De sorrir sozinha em meu quarto com a possibilidade de você dizer que sou eu a garota dos seus sonhos. De fantasiar nosso futuro, nossas brincadeiras, até nossas brigas, para depois fazermos as pazes com o melhor beijo que já demos. Eu gosto de imaginar nós dois juntos para ter um motivo para levantar de manhã. Uma esperança, por menor que seja, de um dia todos esses sonhos virem a se tornar realidade.

Eu te xingo, te bato, fecho a cara. Você diz que eu te odeio, mas não percebe que é tudo uma desculpa para esconder o quanto eu gosto de você. (Clara Alves)

Eu te xingo, te bato, fecho a cara. Você diz que eu te odeio, mas não percebe que é tudo uma desculpa para esconder o quanto eu gosto de você.

Quando você me toca, é como se o mundo inteiro sumisse. Um simples abraço é o suficiente para provocar uma rebelião em todo meu corpo. Minha vontade é de não te deixar me largar. Mas, então, você se vira e eu tenho que viver na expectativa de outro momento nosso. (Clara Alves)

Quando você me toca, é como se o mundo inteiro sumisse. Um simples abraço é o suficiente para provocar uma rebelião em todo meu corpo. Minha vontade é de não te deixar me largar. Mas, então, você se vira e eu tenho que viver na expectativa de outro momento nosso.

Você disse que me amava. Você me fez acreditar em suas palavras, confiar em você e depois foi embora, sem nem mesmo dizer o por quê. Se você soubesse o quanto sua ida me afetou, teria voltado e se desculpado? Ou teria continuado sem olhar pra trás? (Clara Alves)

Você disse que me amava. Você me fez acreditar em suas palavras, confiar em você e depois foi embora, sem nem mesmo dizer o por quê. Se você soubesse o quanto sua ida me afetou, teria voltado e se desculpado? Ou teria continuado sem olhar pra trás?

 

Todos os textos são de minha autoria. Se usá-los, credite.

Anúncios

4 pensamentos sobre “Textos de amor

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s